Temperamento do Jumentos


23 de Agosto de 2014 às 18:23
Temperamento

A idéia de que estes animais são desobedientes se deve ao fato de que os jumentos têm um alto senso de periculosidade.  Ou seja,  age com prudência.

Tentar  fazer com que ele pule um obstáculo, por exemplo, não funciona, ele encara isso como uma situação de perigo. Não é um animal de “obediência cega”.

 Apesar de teimosos, os jumentos são muito inteligentes, demonstrando boa memória, o que para um bom tratador facilita o manejo da criação;

 

 

 

 

Foto: Tamazgha Imazighen

 

 

O Escravo Voluntário do Homem

 

Lento por natureza, o jumento doméstico voluntariamente carrega pesados fardos para o homem. Depois de um duro dia de trabalho se contenta com um pouco de capim seco e um pouco de água limpa. Por sua perseverança paciente alguns o desprezam — daí a expressão depreciativa “seu jumento estúpido”. Mas, é estúpido o jumento? “Não”, afirmam os entendidos. “A obstinação ocasional do jumento em recusar trabalho muito pesado para ele tornou-se proverbial, mas sua igualmente proverbial estupidez tornou-se provavelmente legendária em decorrência de sua reação ao tratamento brutal e à negligência. Ele é paciente e perseverante por natureza, correspondendo a tratamento gentil com afeição e apego ao seu dono.”

Na verdade, os jumentos são considerados mais inteligentes do que os cavalos. Até certo ponto são um reflexo de seus donos, e correspondem a tratamento bondoso.

Experiente criador, Averil Swinfen, escreveu: “As realizações dos jumentos são na maior parte aquilo que seu dono decide ensiná-lo... E seu nível de percepção é agudo e o acostumar-se ao homem é facilmente conseguido. A cadeia comportamental do animal refletirá, portanto, em grande medida, a de seu dono ou instrutor.”

 

Fonte: Encyclopaedia Britannica., Revista escala rural maio 2004